Venezuela

FMI espera posição dos seus membros sobre reconhecimento de Guaidó

FMI espera posição dos seus membros sobre reconhecimento de Guaidó

O Fundo Monetário Internacional (FMI) assegurou esta quinta-feira que está a analisar o reconhecimento de Juan Guaidó como presidente interino da Venezuela, uma vez que os países-membros "ainda estão a tomar posição".

"Os países-membros estão a tomar posição quanto ao reconhecimento (de Juan Guaidó como presidente). É uma situação que está a fluir", afirmou Gerry Rice, porta-voz do FMI, em conferência de imprensa.

"Continuamos no processo de consultas", acrescentou.

O FMI tem 189 membros e nesta altura cerca de 60 já exprimiram a sua posição, indicou um outro porta-voz.

A crise política na Venezuela agravou-se em 23 de janeiro, quando o líder da Assembleia Nacional, Juan Guaidó, se autoproclamou presidente interino e declarou que assumia os poderes executivos de Nicolás Maduro.

Guaidó foi reconhecido por cerca de 40 países, incluindo os Estados Unidos, a maioria dos países da União Europeia e o Brasil, enquanto a Rússia continua a apoiar Maduro.