Tailândia

"Foi um milagre", disse um dos rapazes resgatados da gruta

"Foi um milagre", disse um dos rapazes resgatados da gruta

Os doze rapazes e o treinador que, na semana passada, foram resgatados de uma gruta em Chian Rai, no norte da Tailândia, já tiveram alta.

Ao fim de uma semana no hospital Chiang Rai Prachanukroh, a equipa de futebol juvenil que, no final de junho, ficou retida no complexo de grutas Tham Luang, teve alta esta quarta-feira. Pouco depois da saída daquele hospital, os doze rapazes e o treinador tiveram um encontro com jornalistas. Foram submetidos mais de 100 perguntas por parte dos jornalistas presentes no local, antecipadamente autorizadas pela equipa médica.

À saída do hospital, os rapazes usavam as camisolas da equipa "Javalis Selvagens" e à sua espera, segundo a "CNN", tinham um campo de futebol improvisado no centro de imprensa. Antes de responderem às perguntas dos jornalistas jogaram futebol, demonstrando que a recuperação correu bem.

Uma responsável que prestou apoio psicológico aos rapazes explicou que os resgatados "estavam bem". "Eles tiveram um bom acompanhamento mental desde que foram resgatados", referiu um outro responsável presente na conferência de imprensa. O primeiro a falar foi o treinador, Ake, de 25 anos, que começou por se apresentar, antes dos rapazes. Os três mergulhadores que permaneceram na gruta com os rapazes também se identificaram.

"Não acreditamos que alguém estava a chegar", disse Dul, um dos jovens, ao recordar o momento em que a primeira equipa de mergulhadores chegou ao local. "Foi um milagre", acrescentou. Bew, outro dos jovens, disse que o grupo estava com fome.

"Ficamos presos e tivemos que nadar"

"Nós percebemos que estávamos presos no regresso. Tivemos que nos molhar e nadar. Sabemos nadar. As notícias que dizem que não sabemos nadar são falsas. Depois dos treinos de futebol vamos nadar", disse o treinador. "Lembrei-me da minha mãe quando fiquei preso", disse um outro rapaz.

O treinador disse ainda que ouviam a água a subir durante os dias em que esperaram para ser resgatados. "A água subiu três metros e nem a chuva lá fora conseguíamos ouvir", disse o treinador.

Segundo o treinador, o grupo de jovens tentou escavar um buraco na parede para sair. "Disse-lhes para não ficarem assustados porque a água ia baixar", referiu. Sem acesso a comida, o grupo procurou água que saía das paredes para beber.

Sobre a estratégia usada para escolher quem deixava a gruta primeiro, um dos médicos adiantou que os primeiros a saírem foram os que se voluntariaram primeiro. "Em termos de saúde estavam todos iguais", disse o médico.

Rapazes recordam mergulhador que morreu nos trabalhos de resgate

Até serem resgatados, os rapazes jogaram damas com os mergulhadores que estiveram com eles. No local onde se realizou a conferência de imprensa estava visível uma fotografia de Saman Kunan, o mergulhador que morreu durante os trabalhos de resgate.

"Sentimo-nos culpados pela morte dele", confidenciou o treinador. "Quero dizer obrigado", disse um dos rapazes. "Obrigado do fundo do meu coração", afirmou outro dos meninos.

Os jovens resgatados explicaram que os pais não sabiam que se tinham dirigido para a gruta. "Tinha medo que o meu pai me castigasse", disse um deles.

Jovens não querem regressar à gruta e assumem desejo de serem mergulhadores

Questionados sobre um eventual regresso às grutas, o treinador afirmou que só lá volta acompanhado com guia. Já um dos rapazes disse que não volta ao local. Uma das respostas mais curiosas partiu de um dos meninos mais novos que referiu que estava preocupado por não fazer os trabalhos de casa.

Sobre o futuro, alguns rapazes dizem querer ser futebolistas. Porém, um dos momentos mais aplaudidos durante a conferência de imprensa aconteceu quando um dos meninos disse que queria ser mergulhador.

O treinador confirmou que vai ser ordenado monge em memória ao mergulhador que morreu durante o processo de resgate. Sobre os próximos dias, um dos médicos disse que era importante que os jogadores passassem tempo com a família e pediu aos jornalistas para que os deixassem sossegados.

ver mais vídeos