Terrorismo

Fontes policiais apontam Moussa Oukabir como autor do atentado em Barcelona

Fontes policiais apontam Moussa Oukabir como autor do atentado em Barcelona

As forças de segurança espanholas identificaram Moussa Oukabir, irmão de um dos homens detidos na sequência do atentado de quinta-feira, em Barcelona, como o alegado autor do ataque.

Moussa Oukabir está a ser procurado pelas autoridades espanholas, disseram à Efe fontes policiais.

A polícia catalã já deteve três suspeitos de envolvimento no ataque e um outro suposto autor do atentado foi encontrado morto em Sant Just Desvern, em Baix Llobregat, a 12 quilómetros de Barcelona, depois de uma troca de tiros com a polícia catalã, após ter forçado a passagem de um controlo policial e ter atropelado uma polícia.

Moussa é um de cinco filhos da família Oukabir. É irmão de Driss Oukabir, uma cidadão marroquino nascido em Aghbala e a viver legalmente em Espanha, e um dos três suspeitos detidos após o atentado terrorista de quinta-feira, em Barcelona.

Driss foi o primeiro homem a ser apontado como suspeito do ataque em Barcelona. Foi detido pela polícia, na quinta-feira à tarde, depois de se ter apresentado na esquadra de Ripoll, em Girona, a dizer que lhe tinham roubado os documentos.

Segundo a imprensa espanhola, Driss terá dito que o irmão, Moussa lhe teria roubado os documentos. A polícia investiga porque razão o homem não apresentou queixa do desaparecimento dos documentos.

Um atentado terrorista em Barcelona, na tarde de quinta-feira, provocou 13 mortos e cerca de uma centena de feridos, após uma furgoneta ter galgado um passeio e atropelado dezenas de pessoas, nas Ramblas, no centro da cidade.

O ataque ocorreu pela 17 horas (16 horas em Portugal continental).