Mundo

França nega qualquer relação entre Sarkozy e um caso de corrupção

França nega qualquer relação entre Sarkozy e um caso de corrupção

A presidência francesa desmentiu, esta quinta-feira, qualquer relação entre Nicolas Sarkozy e o financiamento, em 1995, da campanha eleitoral do ex-primeiro-ministro Edouard Balladur, após a condenação de dois dos seus amigos.

Em comunicado, o Eliseu assegura que Sarkozy - na altura dos acontecimentos um colaborador muito próximo de Balladur - "nunca exerceu a mínima responsabilidade no financiamento dessa campanha", onde assumia a função de porta-voz, e que segundo um inquérito judicial poderá ter sido financiada através de um circuito de corrupção relacionado com um contrato de venda de submarinos ao Paquistão.

De acordo com algumas pistas da investigação, parte do dinheiro destes contratos foi reenviado ilegalmente para França e poderá ter financiado a campanha presidencial do ex-primeiro-ministro.

Nicola Bazire, 54 anos, amigo íntimo de Sarkozy, foi indiciado hoje no âmbito deste inquérito. Foi o director da campanha de Edouard Balladur, que decidiu desafiar sem sucesso Jacques Chirac nas presidenciais de 1995.

Na véspera, outro colaborador próximo, Thierry Gaubert, tinha já sido indiciado pela justiça gaulesa.