Holanda

Governo português condena ato terrorista em Utrecht

Governo português condena ato terrorista em Utrecht

O Governo português condenou esta segunda-feira "de forma veemente o ataque terrorista" ocorrido em Utrecht, na Holanda, que fez esta manhã três mortos e cinco feridos, três dos quais em estado grave.

Num comunicado divulgado pelo gabinete do ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, o Governo reiterou também o "firme compromisso" de Portugal "no combate contra todas as formas de terrorismo" e expressou pesar pelas vítimas do ataque ocorrido esta manhã dentro de um elétrico, sobre cujos passageiros um cidadão turco de 37 anos - entretanto já detido pela polícia holandesa - abriu fogo de forma aparentemente aleatória.

"O Governo português apresenta as suas muito sentidas condolências às autoridades holandesas e aos familiares das vítimas, bem como a sua solidariedade para com o povo holandês", lê-se na nota.