Mundo

Hollande quer fazer melhor "gastando menos"

Hollande quer fazer melhor "gastando menos"

O presidente francês, François Hollande, comprometeu-se, esta terça-feira, a reduzir o gasto público durante o seu mandado, sendo uma das três "decisões fortes" que vai tomar no próximo ano.

"Estou convencido que podemos fazer melhor gastando menos", disse Hollande, no tradicional discurso de rádio e televisão de fim de ano.

O presidente francês adiantou que os cortes são possíveis tanto na administração central, como local e também na segurança social, onde há que "acabar com os abusos e excessos".

O objetivo último desse ajuste do gasto público é reduzir no futuro os impostos, afirmou o chefe de Estado, que não fixou qualquer prazo para essa redução.

Hollande assegurou que vai assumir pessoalmente "a responsabilidade e o seguimento" do programa de diminuição do gasto público durante o seu mandato, até às eleições presidenciais em 2017.

As outras decisões que pretende adotar em 2014 são a simplificação administrativa e a "troca energética".

No seu discurso, Hollande propôs às empresas "um pacto de responsabilidade", comprometendo-se a reduzir a carga que têm que pagar e as restrições das suas atividades, em troca de "mais contratações e mais diálogo social".

O presidente francês reconheceu que 2013 foi um ano "intenso e difícil" porque "a crise se revelou mais forte e mais profunda" do que estava previsto, tendo existido a necessidade de subir os impostos.

Hollande disse ainda que "só tem uma prioridade, um objetivo, um compromisso, que é o emprego".