Barcelona

Homem condenado a um ano de prisão por insultos islamofóbicos no Facebook

Homem condenado a um ano de prisão por insultos islamofóbicos no Facebook

Um juiz em Barcelona condenou, segunda-feira, a um ano de prisão um homem por publicar insultos islamofóbicos contra uma pessoa de nacionalidade marroquina num grupo da rede social Facebook.

Na sentença, decretada pelo tribunal criminal de Vilanova i la Geltrú (Barcelona), o juiz impôs ao condenado penas de um ano de prisão, inibição de quatro anos para trabalhar nas áreas educacional ou desportiva e o pagamento de uma multa de 2.160 euros por um delito relativo com o exercício de direitos fundamentais e liberdades públicas.

O juiz salientou que as mensagens, publicadas num grupo do Facebook ao qual vários membros da comunidade em que a vítima reside tiveram acesso, foram escritas com um espírito "evidente" de prejudicar a dignidade do visado devido à sua origem marroquina.

"Desculpa por não te mandar para o teu país num barco, para ver se te afogas, mouro", escreveu o condenado no grupo do Facebook.

No julgamento, o homem condenado reconheceu a autoria das mensagens, mas assegurou que foram dirigidas contra outra pessoa e que a sua intenção era publicá-las num grupo diferente no Facebook.

Segundo a sentença, nem a existência do referido grupo nem a pessoa a quem as mensagens eram alegadamente destinadas foram demonstradas durante o processo.