Ato terrorista

Homem que esfaqueou pessoas na Austrália tinha garrafas de gás no carro

Homem que esfaqueou pessoas na Austrália tinha garrafas de gás no carro

A polícia australiana anunciou, esta sexta-feira, estar a tratar como ato terrorista o ataque que causou a morte a uma pessoa e feriu outras duas em Melbourne, adiantando que o suspeito era conhecido dos serviços de informação.

"Estamos a tratar o ataque como um ato terrorista", disse Graham Ashton, chefe da polícia do estado de Victoria, adiantando que o suspeito é de origem somali e conhecido das autoridades.

O responsável adiantou que o veículo do suspeito estava carregado de garrafas de gás.

Uma pessoa morreu e outras duas ficaram feridas depois de terem sido esfaqueadas numa rua da cidade australiana de Melbourne por um homem que foi detido e transportado ao hospital em estado crítico, segundo fontes policiais.

As mesmas fontes adiantaram que um agente disparou contra o atacante no peito e que este se encontra em estado grave no hospital.

O ataque ocorreu às 16.20 locais (3.20 em Portugal continental) quando o homem saiu de um veículo em chamas depois de ter colidido com a entrada de um centro comercial no centro de Bourke Street, uma das mais movimentadas da Austrália, e começou a esfaquear as pessoas.

"O agressor atacou várias pessoas que passavam, uma dos quais morreu no local", referiu David Clayton.

As imagens transmitidas nas redes sociais mostram o veículo em chamas movendo-se lentamente em direção ao caminho, bem como as agressões de um homem alto vestido com calças brancas e túnica negra enquanto a polícia tenta travá-lo.

ver mais vídeos