Brasil

Homem trocado à nascença encontra família biológica aos 38 anos

Homem trocado à nascença encontra família biológica aos 38 anos

Romualdo, de 38 anos, descobriu que foi trocado na maternidade em Juruaia, Minas Gerais, Brasil, após um exame de ADN realizado em fevereiro deste ano. O brasileiro encontrou a família biológica esta quarta-feira.

Um homem, que foi trocado à nascença, conheceu a família biológica esta quarta-feira 38 anos depois. A mãe que o criou descobriu que Romualdo não era filho dela ao receber os resultados de um exame de ADN realizado em fevereiro deste ano.

Ao jornal "Gobo", Geraldo Gaspar e Radígena Gaspar, pais de criação, contaram que já tinham desconfiado antes que os bebés pudessem ter sido trocados. "Eu notei que estava mais clarinho um pouco. Pensei: 'Quando nasce, está mais vermelhinho, mais moreno'. Notei uma certa diferença", explicou o pai.

Anos depois, Romualdo decidiu fazer o exame de ADN, cujo resultado mostrou que ele não era filho do casal. "Nós ficamos muito tristes, ficamos muito desesperados. Durante umas duas semanas, a gente não teve força para pensar em nada"..

Pais de criação começam a procurar a família biológica de Romualdo

Geraldo e Radígena Gaspar tomaram a iniciativa e iniciaram as buscas. "Pedimos para o hospital mandar o nome das crianças que tinham nascido do dia 1 ao dia 7 [de outubro de 1980]. Eles mandaram seis nomes, sendo dois nomes de menino e quatro de menina", explicou a mãe.

O casal descobriu a morada de uma das crianças, chamada Noel. Ao chegar ao local, encontraram uma vizinha da família que os informou que Noel tinha morrido. O que eles não sabiam é que essa vizinha era parente de Nelma Rezende, irmã de Noel, e que lhe iria contar que um casal andava à procura do menino.

Contudo, o que a vizinha contou à irmã de Noel não terá sido específico. "Ela não me passou nome dos pais, não me passou o nome do Romualdo. Ela só deixou aquela história no ar", contou Nelma.

Neste contexto, Nelma sentiu que devia perceber melhor a história. Pediu ajuda ao marido, que, primeiro, foi ao notário e, depois, descobriu que um casal de amigos era padrinho de Romualdo.

Ao ver a foto do brasileiro na Internet, teve a certeza que ele era irmão de Nelma. "A semelhança [da esposa] com meu cunhado era grande demais. Aí eu não tive dúvidas de que ele seria irmão da minha mulher", lembrou o marido.

Final feliz para o brasileiro de 38 anos

Nelma adicionou Romualdo numa rede social e conheceram-se. "A fisionomia dele era muito parecida com a nossa. Na hora eu já senti que ele realmente era o meu irmão", contou.

Depois, seguiu-se o encontro das famílias, que aconteceu esta quarta-feira, no qual Romualdo conheceu Osvaldo e Valdevina, os pais biológicos. "Depois de 38 anos fazer isso, achei que era piada. Mas aí foi caindo a ficha de que era verdade", disse a mãe biológica.

Agora, o brasileiro tem mais oito irmãos e dezoito sobrinhos e diz-se muito feliz com o que aconteceu. "Dinheiro nenhum compra a felicidade que eu estou", disse Romualdo.

Já os pais de criação continuam a fazer buscas, uma vez que não ainda não sabem se Noel, o menino criado pelo outro casal que faleceu com uma ano e sete meses, é o filho biológico. "Eu não tenho certeza que o meu filho que morreu. Meu coração diz que o meu filho está vivo. Eu quero muito encontrá-lo", remata Radígena.

ver mais vídeos