Mundo

Hosni Mubarak condenado a prisão perpétua

Hosni Mubarak condenado a prisão perpétua

O presidente deposto do Egito Hosni Mubarak foi condenado, este sábado, a prisão perpétua pela morte de 850 manifestantes nos protestos que o derrubaram no ano passado, anunciou o juiz do tribunal que está a julgá-lo desde agosto.

A sentença foi recebida com tumultos no interior da sala de audiências.

O ex-ministro do Interior Habib al-Adly foi também condenado a prisão perpétua por envolvimento naquelas mortes, enquanto seis antigos comandantes da polícia foram absolvidos.

O tribunal deixou cair a acusação sobre os dois filhos do antigo ditador, Alaa e Gamal Mubarak, que eram acusados de corrupção. Segundo o juiz, os crimes de que eram acusados os filhos de Mubarak já prescreveram.

Mubarak é o primeiro líder árabe a ser julgado pelo seu próprio povo no país.

Aos 84 anos, Mubarak ouviu a sentença deitado numa maca na sala de audiências do tribunal, na periferia do Cairo.

ver mais vídeos