Mau tempo

Irão dá ordem de evacuação imediata de várias cidades devido a inundações

Irão dá ordem de evacuação imediata de várias cidades devido a inundações

As autoridades iranianas deram ordem de evacuação imediata de várias cidades do oeste afetadas por inundações, que atingem já a maioria das províncias do país.

Uma primeira vaga de inundações afetou o nordeste do Irão a 19 de março, com o oeste e o sudoeste a serem igualmente afetados no dia 25 do mesmo mês, provocando 45 mortes ao todo.

Esta segunda-feira, "o alerta vermelho foi declarado na província de Lorestão, com quatro ou cinco cidades em situação muito grave", anunciou o canal televisivo IRINN (Rede de Notícias da República Islâmica do Irão, em inglês) em Khorramabad, a capital daquela província.

"As águas atingiram os três metros em algumas zonas [de Khorramabad]. Temos informações de regiões completamente inundadas onde os habitantes estão presos no teto das suas habituações", acrescentou a televisão.

O diretor da Cruz Vermelha na província de Lorestão, Sarem Rezaee, informou que a organização perdeu o contacto com grande parte das cidades, onde quatro das cinco barragens acabaram por transbordar com as inundações.

"Os telefones já não funcionam, não há serviço de transmissão de rádio" e não têm notícias de várias cidades e vilas, referiu, acrescentando que as estradas estão inundadas e que os helicópteros não podem aterrar devido às condições climáticas.

"Já pedimos ajuda de emergência às províncias vizinhas mas de momento ninguém pode fazer nada", contou à televisão IRINN, que transmitiu imagens do aeroporto de Khorramabad, cujo asfalto estava submerso pelas inundações.

A principal via-férrea que liga a capital Teerão ao sul do país ficou igualmente submersa, de acordo com a imprensa local.

A ordem de evacuação foi anunciada em várias regiões do país, e as autoridades apelaram a que as forças armadas obriguem os habitantes a sair das zonas afetadas.

As autoridades iranianas informaram que as cidades das províncias de Pol-e-Dokhtar e Mamulan estão submersas, com o nível das águas a atingir um metro e meio, tendo sido registado um morto nesta última.

A imprensa local difundiu imagens do desmoronamento de pontes e da destruição de oleodutos e gasodutos pela força das inundações.

O Governo do Irão ativou um comité nacional de gestão de crise no mês passado.

Segundo os serviços de emergência, 23 das 31 províncias iranianas foram afetadas pelas inundações ou poderão ainda vir a ser, prevendo-se que as chuvas ocorram até terça-feira.