Guinness

Jonathan, 187 anos. É o animal mais velho do mundo

Jonathan, 187 anos. É o animal mais velho do mundo

É uma tartaruga, chama-se Jonathan e tem cerca de 187 anos. É o animal terrestre vivo mais velho do mundo e já tem o recorde no Guinness.

Terá nascido por volta de 1832. Completará este ano as 187 primaveras. Jonathan fica assim a um ano de igualar o recorde da tartaruga mais velha de sempre, a Tu'i Malila, de Madagascar, sexo feminino, que atingiu pelo menos 188 anos. Pertenceu à família real de Tonga entre 1777 e 1965, oferecida pelo explorador britânico capitão James Cook durante a sua terceira e última viagem ao Pacífico (1776-80).

Durante a sua longa vida, Jonathan "passou" por duas guerras mundiais, a Revolução Russa, sete monarcas no trono britânico e 39 presidentes dos EUA. O ano de nascimento é também anterior ao lançamento do Penny Black, o primeiro selo postal (1840), a construção do primeiro arranha-céus (1885) e a conclusão da Torre Eiffel (1887), a estrutura de ferro mais alta. Durante esses anos, alcançaram-se ainda a primeira fotografia de uma pessoa (1838), a primeira lâmpada incandescente (1878) e o primeiro voo motorizado (1903).

Agora considerado o mais velho do mundo entre os animais terrestres, Jonathan já viveu mais 65 anos do que a pessoa mais velha de sempre. A maior idade registada de um humano são 122 anos e 144 dias, alcançado por Jeanne Calment (1875-1997), de França.

A tartaruga terá nascido nas ilhas Seychelles, no Oceano índico, mas reside na ilha de Santa Helena, no sul do Atlântico, desde 1882. Quando chegou a Santa Helena, Jonathan já era um animal adulto. Segundo dados sobre a espécie, a idade estimada na altura seria de cerca de 50 anos. Foi um presente para o então governador do território britânico ultramarino, William Gray-Wilson (no cargo entre 1890 e 1897). Jonathan viveu na residência do governador desde então.

A tartaruga vive na "Plantation", uma mansão construída pela Companhia das Índias Orientais em 1791-92. Hoje, ele partilha o terreno com outras três tartarugas gigantes: David, Emma e Fred.

Durante muito tempo, Jonathan foi identificado como uma tartaruga gigante de Aldabra, que faz parte do arquipélago de Seychelles. No entanto, um exame mais detalhado da carapaça por profissionais zoológicos da Seychelles Nature Trust levantou a possibilidade de que pudesse ser uma outra tartaruga gigante das Seychelles muito rara.

Essa espécie já foi considerada extinta, mas agora acredita-se que pode haver cerca de 80 em todo o mundo, de acordo com o "Grupo Especialista em Tartarugas e Tartarugas de Água Doce da IUCN". Considerando a idade, bem acima da média de 150 anos da sua espécie, Jonathan tem uma saúde surpreendentemente boa.

Porém, "a idade não perdoa". A tartaruga mais velha do mundo é parcialmente cega devido a cataratas e parece ter perdido todo o sentido do olfato, mas mantém a excelente audição e um apetite saudável. De acordo com o seu veterinário, ele ainda tem "uma boa libido", o que é um indicador de boa saúde interna.