Investigação

Jovem detida por falsa denúncia de violação múltipla em Espanha

Jovem detida por falsa denúncia de violação múltipla em Espanha

Uma jovem de 17 anos foi detida, em Espanha, por fazer uma denúncia falsa. A rapariga disse às autoridades que tinha sido agredida sexualmente por três jovens num festival de música em Múrcia.

Segundo agentes da Polícia Nacional Espanhola, a jovem, de 17 anos, foi detida e é acusada de ter denunciado falsamente que tinha sido abusada sexualmente por três jovens, num festival de música, em La Fica, Múrcia.

A rapariga, de acordo com o jornal "La Vanguardia", disse que os jovens a abordaram no festival e que a levaram para um local perto do parque de estacionamento, onde a teriam forçado a ter relações sexuais. Posteriormente, ainda de acordo com a rapariga, os indivíduos fugiram, levando-lhe o telemóvel.

A equipa de agentes que iniciou a investigação logo se deparou com uma série de inconsistências no relato feito pela jovem. Além disso, nas câmaras de vigilância instaladas no local onde a rapariga teria sido atacada não há imagens nem da alegada vítima nem dos rapazes.

Depois de obterem todas as provas necessárias de que a vítima da agressão sexual havia mentido, os investigadores detiveram a jovem, acusando-a de falsos testemunhos de violação. A rapariga acabou por admitir que a agressão nunca ocorreu e que foi ao festival com um amigo, onde lhe roubaram o telemóvel.

A Polícia Nacional lembra que denunciar atos criminosos que nunca foram cometidos envolve responsabilidade criminal.