Índia

Jovens casados queimados vivos por serem de castas diferentes

Jovens casados queimados vivos por serem de castas diferentes

Um homem e mulher indianos, recentemente casados, foram queimados por familiares contrários à relação devido ao facto de ambos pertencerem a castas diferentes. A mulher, grávida, morreu. O marido sofreu queimaduras graves.

Mangesh Ransingh, de 23 anos, e Rukmini, de 19, terão sido imolados pelo fogo por três membros da família da mulher. Rukmini estava grávida de dois meses no momento do ataque, confirmou a Polícia à imprensa local.

O caso remonta a dia 1 de maio, quando Ransingh foi buscar a mulher à casa dos pais, numa cidade próxima de Bombaim. A família ter-se-á recusado a deixar Rukmini sair com o marido, que entretanto acabou por se envolver num confronto físico com o pai e dois tios da mulher. Os três homens terão agredido e imolado os jovens, com recurso a óleo de parafina.

"Amarraram-nos e pegaram-lhes fogo dentro da casa, trancaram a porta e saíram. Algumas pessoas viram fumo e abriram a porta", disse aos jornalistas um irmão de Ransingh. O casal foi levado para o hospital, mas a mulher acabou por sucumbir aos ferimentos. O marido ficou severamente queimado e ainda está a lutar pela vida.

De acordo com o jornal "Hindustan Times", antes de morrer, Rukmini ainda conseguiu nomear o pai e os tios como responsáveis pelo ataque. Os dois tios da jovem foram presos e podem ser vir a ser condenados por homicídio. O pai está em fuga.

A família da mulher sempre se opôs ao casamento devido ao facto de Ransingh pertencer a uma casta inferior à de Rukmini.