Brasil

Juiz absolve Lula da Silva de dois crimes em processo sobre obras em Angola

Juiz absolve Lula da Silva de dois crimes em processo sobre obras em Angola

Um juiz brasileiro absolveu o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de duas acusações num processo em que ele é réu por alegadamente receber vantagens ilícitas para ajudar a construtora Odebrecht a financiar obras em Angola.

A decisão foi anunciada na quarta-feira pelo juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10.ª Vara Federal de Brasília, que absolveu Lula da Silva de uma das acusações sobre branqueamento de capitais e da acusação de organização criminosa, mas determinou a continuidade do processo.

Neste caso, o Ministério Público Federal (MPF) acusou o ex-presidente de usar a sua influência para liberar financiamentos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para projetos da construtora Odebrecht em Angola.

Os investigadores alegaram que Lula da Silva e os outros envolvidos no caso teriam dissimulado o recebimento ilícito de 30 milhões de reais (7,1 milhões de euros) da Odebrecht para, em troca, ajudar a empreiteira a realizar obras no país africano.

Agora, o ex-chefe de Estado brasileiro é acusado das práticas de corrupção, tráfico de influência e de branqueamento de capitais nos valores de 7,7 milhões de reais (1,8 milhões de euros) e 355 mil reais (84,2 mil euros).

O magistrado também determinou o desmembramento do processo em dois sendo que um deles analisará apenas a conduta de Lula da Silva e outro a de José Emmanuel Camano Ramos, sobrinho do ex-presidente que é réu neste mesmo processo.