Irlanda

Juiz dá "última oportunidade" a mulher condenada 648 vezes

Juiz dá "última oportunidade" a mulher condenada 648 vezes

Uma mulher saiu em liberdade de um tribunal irlandês, mesmo sendo a sua 648.ª condenação, depois de a advogada ter pedido à juíza para lhe dar "uma última oportunidade".

Jennifer Armstrong cometeu um número recorde de pequenos crimes em Dublin, na Irlanda. A condenada em série, que pode ser a pessoa com mais crimes registados na história da Irlanda, convenceu agora uma juíza a conceder uma suspensão da sentença depois de admitir o roubo numa loja.

De acordo com o "The Irish Independent", a mulher de 44 anos já acumulou centenas de condenações, incluindo 88 por roubo e 216 por estar sob a influência de álcool em público, todas cometidas no centro da cidade de Dublin. O último delito aconteceu numa loja Tesco, a 8 de julho, onde foi apanhada a tentar roubar uma garrafa de vinho de 8 euros, que escondia debaixo do casaco. Jennifer estaria embriagada quando foi detida pela Garda, a polícia da República da Irlanda.

Dois dias antes do incidente, a mulher tinha sido libertada após cumprir uma sentença de 16 meses de prisão. Ainda assim, em tribunal, a advogada salientou que a cliente tinha enfrentado várias dificuldades na vida, mas que estava a tentar recuperar. Disse também que Jennifer não tinha dinheiro e que ainda nem tinha sido paga para a representar, pedindo clemência. "Pode-lhe dar uma última oportunidade?", perguntou a advogada.

A sentença final foi um mês de pena suspensa. Um funcionário de reinserção social disse ao tribunal que a ré ia ser integrada num programa de ajuda para ultrapassar o vício e ia ter ajuda na reabilitação residencial. Jennifer, que será uma sem-abrigo, passou um total de 27 anos na cadeia, com todas as suas condenações.