Mundo

Maduro agradece presença do "grande irmão" José Sócrates no funeral de Chavez

Maduro agradece presença do "grande irmão" José Sócrates no funeral de Chavez

O Presidente interino da Venezuela, Nicolás Maduro, saudou e agradeceu, na sexta-feira, a presença, em Caracas, do socialista José Sócrates, um "grande irmão do Presidente Chávez".

A referência ao antigo primeiro-ministro José Sócrates teve lugar durante os agradecimentos prestados aos chefes de Estado, de governo e às delegações estrangeiras que se deslocaram a Caracas para um "último adeus" ao falecido líder da revolução bolivariana.

Ao ouvir o seu nome, José Sócrates levantou-se brevemente da cadeira, fazendo um pequeno gesto de reverência com as duas mãos juntas à altura do peito, voltando a sentar-se.

Os agradecimentos ocorreram durante a cerimónia de investidura de Nicolás Maduro como Presidente interino da Venezuela, ato que decorreu na Assembleia Nacional (parlamento).

Hugo Chávez morreu na terça-feira, em Caracas, quase três meses depois de ter sido operado pela quarta vez a um cancro, a 11 de dezembro de 2012, em Havana, e quase cinco meses depois de ter sido reeleito para o seu terceiro mandato, em 07 de outubro.

Chávez, que morreu com 58 anos, regressou à Venezuela em 18 de fevereiro, ficou internado no Hospital Militar de Caracas e não chegou a tomar posse como Presidente, ficando o lugar assegurado pelo seu vice-presidente, Nicolás Maduro, numa decisão autorizada pela Justiça venezuelana apesar dos protestos da oposição.