Hugo Chávez

Maduro considera que vitória nas presidenciais da Venezuela foi justa

Maduro considera que vitória nas presidenciais da Venezuela foi justa

O vencedor das presidenciais na Venezuela, Nicolás Maduro, defendeu, esta segunda-feira, que a sua vitória nas eleições, por 50,66% dos votos, foi justa, legal e constitucional e dedicou-a a Hugo Chávez. Já o candidato da oposição, Henrique Capriles, exige a recontagem de todos os votos.

"Podemos dizer que temos uma vitória justa, legal, constitucional e popular, é uma homenagem ao nosso comandante Hugo Chávez", afirmou Maduro, de 50 anos, num discurso perante os seus apoiantes no palácio de Miraflores, ao exortar a oposição a aceitar o resultado eleitoral "com humildade".

Nicolás Maduro venceu as eleições presidenciais de domingo na Venezuela com 50,66% dos votos, enquanto o candidato da oposição, Henrique Capriles, obteve 49,07%, segundo os dados oficiais.

O candidato da oposição, Henrique Capriles, disse que só reconhecerá a vitória de Nicolás Maduro após a recontagem de todos os votos.

"Não vamos reconhecer um resultado até que os votos de todos os venezuelanos sejam contados", declarou Capriles depois de o Conselho Nacional Eleitoral ter dado Maduro como vencedor.

Capriles considera que os derrotados das eleições de domingo foram o candidato "chavista" e o seu Governo.

ver mais vídeos