Venezuela

Maduro diz que abriu "canais de diálogo" com embaixadores da União Europeia

Maduro diz que abriu "canais de diálogo" com embaixadores da União Europeia

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, afirmou na sexta-feira que abriu "canais de diálogo e entendimento" com embaixadores de vários países da União Europeia, dias depois da UE reiterar que não reconhece o seu novo mandato.

"Tive um encontro produtivo com embaixadores da União Europeia. Discutimos questões de interesse comum e abrimos canais de diálogo e entendimento, no âmbito do respeito e da autodeterminação dos povos", afirmou Maduro, numa mensagem publica na rede social Twitter.

A televisão estatal VTV mostrou imagens de Maduro a receber a embaixadora da UE em Caracas, Isabel Brilhante, e representantes de vários países europeus, incluindo Portugal, no Palácio de Miraflores, sede do Executivo.

Antes do encontro com Maduro, a delegação foi recebida pelo ministro dos Negócios Estrangeiros da Venezuela, Jorge Arreaza.

À exceção da mensagem publicada por Maduro, não há ainda informações sobre os temas discutidos na reunião.

A UE reiterou no dia 10 que não reconhece o novo mandato presidencial de Maduro, empossado no mesmo dia perante o Supremo Tribunal como Presidente da Venezuela para o período 2019-2025.

De acordo com o Conselho Nacional Eleitoral da Venezuela, Maduro foi reeleito para um novo mandato presidencial nas eleições antecipadas de 20 de maio de 2018, com 6.248.864 votos (67,84%).

Mas, um dia depois das eleições, a oposição venezuelana questionou os resultados, alegando irregularidades e a falta de respeito pelos tratados de direitos humanos ou pela Constituição da Venezuela.