Cuzistão

Mais de 60 mil pessoas retiradas de cidade iraniana devido a inundações

Mais de 60 mil pessoas retiradas de cidade iraniana devido a inundações

As autoridades iranianas da província de Cuzistão, no sudoeste do país, ordenaram hoje a retirada de mais 60 mil pessoas da cidade de Ahvaz e arredores afetados pelas inundações que atingem o país há semanas, segundo a imprensa iraniana.

O governador-geral da província, Gholamreza Shariati, indicou que a ordem de evacuação foi tomada de "forma preventiva a fim de evitar qualquer perigo para a população", de acordo com a agência de notícias Tasnim.

A ordem de retirada diz respeito a cinco distritos do sul de Ahvaz, referiu a televisão estatal.

Na segunda-feira, as autoridades ordenaram a evacuação de um hospital em Ahvaz, na sequência das inundações.

Pelo menos 70 pessoas morreram e 791 ficaram feridas desde o início das inundações no Irão, em 19 de março, segundo os últimos dados divulgados pelos Serviços de Emergência do país.

O Irão tem enfrentado grandes inundações e as autoridades locais pediram repetidamente que mais helicópteros fossem enviados para áreas remotas do país.

Os meios de comunicação estatais referiram ainda que as inundações atingiram centenas de aldeias, bem como cidades e vilas na metade ocidental do país. Em algumas partes, o estado de emergência foi declarado.