Canadá

Mais de cinco mil pessoas retiradas de Montreal devido a rutura de um dique

Mais de cinco mil pessoas retiradas de Montreal devido a rutura de um dique

Mais de cinco mil pessoas foram retiradas durante a noite de sábado da zona oeste da cidade canadiana de Montreal devido à rutura de um dique devido às inundações que há semanas assolam o país.

Um dique vegetal que protege a cidade de Saint-Marthe-sur-le-Lac, nas margens do Lac des Deux-Montagnes, a algumas dezenas de quilómetros de Montreal, cedeu no sábado à noite, provocando uma subida das águas até aos 1,5 metros em vários bairros.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Quebec, a rutura não provocou vítimas.

"Não tivemos tempo para fazer nada, a água subiu enquanto conversávamos (discutimos), só tive tempo para tomar meu remédio", disse um morador do canal público de rádio CBC.

Várias centenas de polícias, militares e bombeiros evacuaram mais de 2.600 casas na cidade que, na sexta-feira, decretou o estado de emergência para fazer face às inundações que afetaram o leste do Canadá.

No dia anterior tinha sido a vez da capital federal, Otava, acionar o plano de emergência.

Um milhar de militares foi mobilizado no Quebeque, onde mais de 3.100 residentes foram afetados pelas inundações, de acordo com um balanço provisório estabelecido pelas autoridades provinciais.

A província vizinha de Nouveau-Brunswick foi também fortemente afetada pelas inundações; 87 estradas, das quais uma parte da rede de autoestradas que atravessa todo o Canadá, foram também fechadas à circulação.

Vários bairros da capital de Nouveau-Brunswick, Frédériction, foram evacuados.