Itália

Mario Monti assume Governo de transição e diz que Itália vencerá a crise

Mario Monti assume Governo de transição e diz que Itália vencerá a crise

O economista e ex-comissário europeu italiano Mario Monti foi encarregado de formar Governo pelo presidente da República de Itália, Giorgio Napolitano, informou a presidência.

A nomeação foi feita este domingo no final de um longo dia de consultas do presidente para assegurar consenso e uma maioria parlamentar a um Governo liderado por Monti.

Segundo a Constituição, a nomeação deve ser aprovada no prazo de dez dias pelas duas câmaras do Parlamento.

A Itália "pode vencer" a crise da dívida através de um "esforço colectivo", afirmou Mário Monti, após ter sido encarregado pelo presidente italiano de formar o Governo de transição.

"A Itália deve ser um elemento de força e não de fraqueza da União Europeia", disse Monti à imprensa depois de ter sido nomeado primeiro-ministro pelo presidente, Giorgio Napolitano.

"A Itália deve sanear a sua economia e empreender de novo o caminho do crescimento. É algo que devemos aos nossos filhos, um futuro concreto de dignidade e de esperança", afirmou.

O primeiro-ministro indigitado disse que vai começar de imediato a trabalhar na formação do seu Governo e prometeu exercer as suas funções "com grande sentido de responsabilidade e de serviço à nação".