Argentina

Menino de nove anos "conquista" pico na Argentina

Menino de nove anos "conquista" pico na Argentina

Tyler Armstrong, um menino norte-americano de nove anos, alcançou o monte Aconcágua, na Cordilheira dos Andes, tornando-se no mais jovem alpinista a escalar os 6962 metros da montanha mais alta do Hemisfério Sul.

"Estamos muito orgulhosos e entusiasmados de anunciar oficialmente que Tyler Armstrong quebrou o recorde no Aconcágua. Ele conseguiu chegar ao cume no natal (24 de dezembro)", lê-se na página do Facebook do menino californiano de nove anos que se tornou no mais jovem alpinista a conquistar o monte Aconcágua, na Argentina.

A "conquista" dos 6962 metros da montanha mais alta do Hemisfério Sul foi acompanhada pelo pai, Kevin Armstrong, de 30 anos, e de um carregador tibetano, Lhawang Dhondup.

Depois de chegar ao topo, na véspera de natal, Tyler ficou impressionado com a paisagem: "consegue-se ver a atmosfera lá do topo. Ficamos acima das nuvens e é realmente muito frio". Mas salientou que "qualquer criança pode fazer o mesmo. Só é preciso tentar. E focar o pensamento no objetivo".

E o objetivo de Tyler foi divulgar e angariar fundos para a instituição "Cure Duchenne", dedicada a uma forma de distrofia muscular que afeta cerca de 300 mil crianças em todo o mundo. "Eles não podem andar, e isso é o meu oposto. Quero que subam comigo, quando encontrarmos a cura", sublinhou.

No ano passado, meninos de 11, 13 e 14 anos da província de Mendoza, onde se situa o Aconcágua, também alcançaram o topo. Mas Tyler é o mais jovem a consegui-lo. O anterior "recorde" da menor idade pertencia ao também norte-americano Matthew Moniz, que tinha 10 anos quando chegou ao topo, em 2008.

Por ter menos de 14 anos, foi preciso uma autorização especial de um juiz na Argentina para fazer a escalada, que já custou a vida a mais de cem montanhistas.

No ano passado, Tyler já tinha escalado o monte Kilimanjaro, o mais alto da África, com 5895 metros.

ver mais vídeos