Mundo

Mensagem no Twitter de jornalista japonês torna-se viral após execução

Mensagem no Twitter de jornalista japonês torna-se viral após execução

Um comentário no Twitter escrito pelo jornalista japonês Kenji Goto sobre a virtude da calma, que diz ter aprendido com os "irmãos árabes", tornou-se viral após sua a alegada execução pelo grupo estado Islâmico.

"Feche os olhos e tenha paciência. Está tudo acabado quando fica com raiva ou grita. É quase como rezar. Odiar não é o papel dos humanos, o julgamento de Deus prevalece", escreveu Kenji Goto no Twitter há cerca de quatro anos, segundo a agência France Presse.

"Foram os meus irmãos árabes que me ensinaram isto", comentou o jornalista no Twitter a 07 de setembro de 2010.

Na manhã de hoje a mensagem tinha sido partilhada no Twitter mais de 25 mil vezes em japonês, e as versões em inglês também estavam a ter grande circulação.

A execução de Kenji Goto foi anunciada num vídeo divulgado na noite de sábado alegadamente pelo grupo Estado Islâmico, uma semana depois do também nipónico Haruna Yukawa ter sido decapitado.

O jornalista de 47 anos, que criou a sua própria produtora em 1996, forneceu documentários sobre o Médio Oriente e outras regiões para televisões japonesas.

Muitos dos seus trabalhos estavam focados no sofrimento das crianças em zonas de conflito.