Mundo

Michael Bloomberg deixa presidência de Nova Iorque ao fim de 12 anos

Michael Bloomberg deixa presidência de Nova Iorque ao fim de 12 anos

O presidente da câmara de Nova Iorque, Michael Bloomberg, deixou esta terça-feira oficialmente o cargo, após 12 anos a liderar os destinos da cidade.

Michael Bloomberg, um milionário de 71 anos, deixou uma cidade profundamente transformada e assinou até segunda-feira 22 projetos de lei, incluindo a proibição de fumar cigarros eletrónicos em locais públicos.

O autarca despediu-se dos habitantes de Nova Iorque no passado domingo na sua última participação semanal no habitual programa de rádio, onde aproveitou para explicar que tentou, todos os dias, cumprir a promessa de governar de forma independente, com o objetivo de conseguir resultados e sem depender de partidos ou tendências políticas

No programa, o autarca agradeceu aos munícipes a oportunidade de poder dar o seu contributo para o crescimento de Nova Iorque.

Bloomberg reconheceu que os nova-iorquinos fizeram uma aposta arriscada quando o elegeram, já que não tinha experiência na administração, mas lembrou que 12 anos depois Nova Iorque não sofreu nenhum atentado terrorista após os ataques de 11 de setembro.

A cidade tem atualmente um nível recorde de empregos, o número de assassínios caiu para metade, o nível das escolas públicas melhorou, aumentou a área de parques na cidade e foram plantadas um milhão de árvores, destacou Bloomberg que substituiu no cargo o republicano Rudy Giuliani, a 01 de janeiro de 2002, três meses e meio após o 11 de setembro.

Após 20 anos, a câmara municipal de Nova Iorque vai voltar ao Partido Democrata, assumindo a presidência Bill de Blasio, 52 anos.