Mundo

Milhões em alimentos roubados de padaria portuguesa na Venezuela

Milhões em alimentos roubados de padaria portuguesa na Venezuela

Uma dezena de pessoas assaltou uma padaria de portugueses no Estado venezuelano de Vargas, roubando bens no valor de 50 milhões de bolívares (3,7 milhões de euros à taxa oficial Sicad) avançaram esta sexta-feira à agência Lusa fontes da comunidade portuguesa.

Segundo as fontes, o assalto ocorreu na manhã de quinta-feira (período da tarde em Lisboa), quando um grupo de 10 pessoas se aproximou da padaria Brisas del Mar, em Cátia La Mar, a niorte de Caracas, partiram os vidros e instaram as pessoas que estavam na fila para comprar pão para que saqueassem o estabelecimento comercial.

Perante a negativa dos clientes, os ladrões decidiram a levar todos os queijos, enchidos e sumos de fruta que havia no estabelecimento.

"Não se pode falar de um saque, porque as pessoas que estavam na fila para comprar pão não se mexeram. Havia pão em quantidade suficiente e os criminosos não levaram nem um pão", explicou aos jornalistas o proprietário da padaria.

José Rodríguez apelou às autoridades locais que intensifiquem as ações de combate à insegurança.

"Estamos a trabalhar em conjunto com as autoridades locais (de Vargas) para garantir os alimentos ao povo e não é justo que nos façam isto", vincou.

Fontes não oficiais dão conta de que foi também assaltada, uma loja de bebidas alcoólicas, de onde foram subtraídas garrafas de aguardente.

Na Venezuela são cada vez mais frequentes as queixas da população sobre a insegurança no país, situação que afeta por igual tanto a cidadãos nacionais como a estrangeiros.

Por outro lado, são também cada vez mais frequentes as queixas de altos preços de produtos de charcutaria e outros, além de dificuldades no acesso a produtos básicos.

ver mais vídeos