Espaço

NASA vai mandar a primeira mulher à Lua em 2024

NASA vai mandar a primeira mulher à Lua em 2024

A NASA vai mandar, pela primeira vez na História, uma mulher em viagem à Lua, em 2024, como parte do programa Artemis​​​​, no âmbito do qual acontecerá também o regresso das missões tripuladas por satélite à Terra.

De acordo com Bettina Inclán, diretora de comunicação da agência espacial norte-americana, das doze pessoas que pisaram a Lua, eram todas homens norte-americanos.

Recordando a falta de referências de astronautas mulheres durante a década de 70, Jim Bridenstine, administrador da NASA, disse, em conferência transmitida pela Internet, que gostaria que a sua filha de 11 anos se visse refletida na astronauta que parte em missão daqui a cinco anos, juntamente com outro cientista.

O presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou através do Twitter que vai alocar orçamento para reforçar a pegada espacial norte-americana.

"Sob a minha administração, estamos a restaurar a grandeza da NASA e vamos voltar à Lua, depois a Marte. Estou a atualizar o meu orçamento para incluir adicionalmente 1,6 mil milhões de dólares para que possamos voltar ao Espaço em grande!", escreveu.

Jim Bridenstine destacou "o grande voto de confiança" que a administração de Trump depositou na NASA, referindo que a viagem de 2024 será só o começo e que o objetivo seguinte é ter uma presença contínua na Lua, prevendo que haja uma missão a cada ano, de acordo com o jornal espanhol "El Mundo".

O nome da missão, Artemis, homenageia a deusa da Lua, irmã gémea do deus Apolo, nome dado à missão que levou o primeiro homem à Lua.

Imobusiness