Líbia

Nove rebeldes e quatro civis mortos em ataque aéreo da NATO na Líbia

Nove rebeldes e quatro civis mortos em ataque aéreo da NATO na Líbia

Pelo menos nove combatentes rebeldes e quatro civis morreram na noite de sexta-feira, na sequência de um ataque aéreo da NATO perto da zona petrolífera de Brega, no leste na Líbia.

Segundo um responsável político da cidade de Ajdabiya, citado por agências internacionais, um avião da coligação abriu fogo cerca de 15 quilómetros a leste de Brega contra uma coluna de cinco ou seis veículos, entre os quais uma ambulância.

O ataque acidental aconteceu depois de um rebelde, das forças que combatem o líder líbio Muammar Kadafi e que têm o apoio internacional, ter disparado balas tracejantes para o ar, em sinal de alegria.

Os disparos feitos pelo avião causaram a morte de nove rebeldes armados e quatro ocupantes da ambulância, o condutor e três estudantes de medicina, precisou a fonte.

"Estou cem por cento certo que se tratou de um erro", afirmou, por seu turno, um médico do hospital de Ajdabiya, Mohamad Ahmad.

Entretanto, um porta-voz dos rebeldes disse aos jornalistas em Benghazi não ter "qualquer confirmação" sobre a origem dos disparos, mas reconheceu que "os danos colaterais são uma realidade", pois trata-se de "uma guerra".

A NATO referiu em comunicado que está a "recolher informações" e a investigar as circunstâncias do ataque acidental.

ver mais vídeos