Atentado

Novo estado de alerta na Irlanda do Norte após explosão no sábado

Novo estado de alerta na Irlanda do Norte após explosão no sábado

A polícia de Londonderry, na Irlanda do Norte, está novamente em estado de alerta esta segunda-feira após o relatório do roubo de uma furgoneta, receando-se uma nova tentativa de atentado dois dias depois da explosão de um carro armadilhado.

"Alerta de segurança em Londonderry... após o relatório do roubo de uma furgoneta cerca das 11.30 horas locais (mesma hora em Portugal continental) por três homens encapuzados, que lançaram um objeto para a parte de trás antes de o abandonar", indicou a polícia da província britânica na rede social Twitter.

A meio do dia, polícias encontravam-se à volta do veículo para determinar a natureza daquele objeto.

Por outro lado, um quinto homem, de 50 anos, foi detido hoje no âmbito do inquérito sobre a explosão de uma viatura armadilhada no sábado à noite em Londonderry, anunciou a polícia, que atribui o ataque ao Novo IRA, um ramo dissidente do Exército Republicano Irlandês (IRA).

Os outros quatro suspeitos, detidos no domingo, têm 42, 34 e 21 anos dois deles.

A explosão de sábado reacendeu as preocupações com as ameaças que representa o eventual regresso a uma fronteira terrestre entre a Irlanda do Norte e a República da Irlanda para a paz concluída em 1998 após três décadas de um conflito sangrento entre republicanos nacionalistas e unionistas, quando o Reino Unido deixar a União Europeia.

Situada na fronteira com a República da Irlanda, Londonderry é uma cidade tristemente célebre pelo designado "Domingo sangrento" de 30 de janeiro de 1972, quando soldados britânicos abriram fogo sobre participantes numa marcha pacífica, causando 14 mortos.