EUA

Pete Buttigieg, o primeiro homossexual assumido a concorrer à Casa Branca

Pete Buttigieg, o primeiro homossexual assumido a concorrer à Casa Branca

Pete Buttigieg, presidente da Câmara de South Bend, no Estado do Indiana, nos EUA, anunciou oficialmente a sua candidatura às eleições de 2020 - sendo o primeiro candidato homossexual a concorrer à Casa Branca.

"O meu nome é Pete Buttigieg. Chamam-me 'Mayor​'​​​​​​ Pete. Sou um filho orgulhoso de South Bend, Indiana. E estou a concorrer para presidente dos Estados Unidos da América", anunciou este domingo, na sua cidade natal.

O discurso teve lugar no Studebaker Building 84, um edifício que fechou durante a recessão económica de 1963, e usou o simbolismo do seu recrescimento como comparação à recuperação de South Bend, durante os 10 anos como governante da cidade.

"Concorri para presidente de Câmara em 2011 sabendo que nada como a Studebaker (antiga fábrica de automóveis) iria voltar - mas acreditando que iríamos, a nossa cidade iria, se tivéssemos a coragem de imaginar o nosso futuro. E agora posso dizer com confiança que South Bend está de volta. É por isso que estou aqui hoje. Para contar uma história diferente do "Fazer a América grande novamente", disse Pete Buttigieg no seu discurso, de acordo com o jornal britânico "Daily Mail".

Em caso de ser eleito, Buttigieg seria o primeiro presidente homossexual assumido e o mais jovem a chegar à Casa Branca. Num discurso de esperança para o futuro e com criticas à visão do atual presidente Donald Trump, Buttigieg, diz que "há um mito a ser vendido às comunidades industriais e rurais, de que se pode parar o relógio e voltar atrás".

"Se há algo que a cidade de South Bend tem mostrado, é que não existe uma política honesta que gire em volta da palavra 'novamente'. É hora de nos afastarmos da política do passado em direção a algo totalmente diferente."

No discurso agradeceu à sua família por todo o apoio recebido, e fez várias referências ao seu casamento com Chasten Buttigieg referindo que reconhece a "audácia" de, aos 37 anos, "procurar o cargo mais alto da terra". Esta semana irá aos Estados de Iowa e New Hampshire para fazer campanha.