França

Piscina, luzes e uma floresta. As loucas ideias para a Notre-Dame de Paris

Piscina, luzes e uma floresta. As loucas ideias para a Notre-Dame de Paris

Um mês depois do incêndio na Catedral de Notre Dame de Paris e da prometida reconstrução em cinco anos, especialistas do património pedem cuidado na restauração do templo símbolo de Paris e de toda a França. E vários arquitetos já desenharam propostas.

São projetos que vão da inspiração na flecha ardida de Viollet-le-Duc a propostas totalmente loucas, entre as quais não faltam, sequer, um feixe aos céus ou uma piscina... apesar de uma grande maioria da população francesa querer a reconstrução do edifício à imagem do original (que já não era original, recorde-se, dado que a flecha datava do séc. XIX, quando a catedral é do séc XII). Aqui seguem alguns exemplos.

Uma estufa

O arquiteto Nicolas Abdelkader, do estúdio francês NAB, propõe um telhado de vidro que seria utilizado como estufa, transformando a flecha numa torre de colmeias.

Uma floresta

O designer Marc Carbonare vai ainda mais longe e propõe a criação de uma "floresta" por onde os visitantes poderiam passear.

Uma estrutura moderna

David Deroo, arquiteto e artista francês, tenta encontrar o equilíbrio entre o antigo e o moderno. Tem como ideia recriar o telhado com a forma original e, de forma discreta, reconstruir a flecha.

Uma flecha imponente

O arquiteto Alexandre Chassang imaginou uma flecha imponente e moderna, em vidro.

Igual, mas em vidro

O arquiteto russo Alexander Nerovnya mistura o moderno com o antigo, criando um telhado de vidro com a forma de origem e uma flecha próxima da de Viollet-le-Duc.

Uma claraboia

A proposta de claraboia feita pelo estúdio de arquitetura italiano Fuksas apresenta um telhado e uma flecha em vidro, que à noite seria iluminada. Uma inspiração na reputada "fábrica de cristal de Baccarat".

Um telhado de vitrais

Outra proposta de claraboia é apresentada pelo artista Alexandre Fantozzi, que propõe uma restauração com inspiração católica em que a claraboia seria inteiramente composta por vitrais.

Um feixe luminoso

O designer gráfico Anthony Séjourné propôs na sua conta Twitter a substituição da flecha por um feixe luminoso que atravessa o céu, em vez de uma reconstrução física da estrutura.

E outro ainda mais alto

A ideia também é apresentada pelo estúdio eslovaco Vizum Atelier, que propõe ligar a catedral ao céu por um pico branco prolongando por um feixe luminoso.

Oferecer vistas

O gabinete Godart+Roussel propõe uma estrutura em aço, em que o telhado de vidro permitiria aproveitar a vista e o chão de vidro deixaria observar de cima o interior da catedral.

Uma piscina

Os arquitetos suecos da UMA submeteram o projeto louco de construção de uma piscina gigante no telhado, para criar um espaço de meditação.

Uma chama

O designer Mathieu Lehanneur fez a surpreendente proposta de substituir o que estava construído na origem pelo que aconteceu no incêndio: chamas, estas em pedra de lava.

Imobusiness