França

Polícia investiga "violação de grupo" entre crianças de jardim-de-infância

Polícia investiga "violação de grupo" entre crianças de jardim-de-infância

Uma esquadra de polícia de Paris recebeu uma denúncia de uma "violação em grupo" num jardim-de-infância. Vítima e agressores têm quatro anos.

A Brigada de Proteção de Menores da Polícia Judiciária de Paris abriu um inquérito para investigar "uma violação em grupo" ocorrida num jardim-de-infância do 13.ª "arrondissement" (Freguesia) da capital francesa.

Segundo a denúncia, uma menina de quatro anos foi isolada por três colegas da mesma idade debaixo de uma estrutura do campo de jogos. Depois de a despirem, terão praticado uma "penetração com os dedos".

Aconteceu em meados de setembro, mas não será inédito. Segundo o jornal "Le Parisien", dois casos semelhantes já tinham acontecido no ano letivo passado.

A direção do estabelecimento tomou conhecimento dos factos e desaconselhou os pais a apresentar queixa, mas o caso provocou uma grande comoção nos pais dos alunos e os factos estão a ser levados muito a sério pelos investigadores.

Ouvido pelo "Le Parisien", o presidente da 13.ª Freguesia de Paris, Jérôme Coumet, disse que vai "realizar-se, muito em breve, uma reunião na escola" na presença de um pedopsicólogo para ouvir "os profissionais sobre o que aconteceu".

"Temos de levar muito a sério a inquietação dos pais", disse um outro eleito parisiense, sob anonimato. "Mas temos também de abordar a questão com sabedoria, e abstermo-nos de fazer conjeturas de adultos sobre atos de crianças", acrescentou.

Os factos, que são perturbadores, dificilmente terão matéria jurídica. Apesar de os investigadores qualificarem o crime como violação, a idade dos agressores levanta questões legais importantes.

Em França, um menor pode ser considerado culpado de um crime, seja qual for a idade, mas as crianças com menos de 10 anos não podem ficar sujeitas a sanções penais.

ver mais vídeos