Mundo

Presidentes dos EUA e do Irão fizeram telefonema histórico

Presidentes dos EUA e do Irão fizeram telefonema histórico

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e o seu homólogo iraniano, Hassan Rouhani, falaram esta sexta-feira ao telefone, na primeira comunicação entre os líderes destes dois países desde a Revolução Islâmica, em 1979.

"Agora mesmo falei ao telefone com o presidente Rouhani da República Islâmica do Irão. Nós discutimos os esforços que estão em curso para chegar a um acordo sobre o programa nuclear do Irão", declarou Obama.

A chamada aconteceu depois de os dois líderes se terem encontrado na Assembleia-Geral das Nações Unidas, em Nova Iorque, com Obama a dizer que o facto de esta ser a primeira comunicação direta entre um presidente americano e um iraniano em mais de 30 anos denota a "profunda confiança" entre os dois países.

"Eu acredito que há uma base para uma solução", afirmou Barack Obama.

O Irão confirmou o telefonema entre Obama e Rouhani, afirmando que ambos abordaram uma rápida solução para a questão nuclear, bem como em preparar o terreno para a resolução de outras questões que dividem os dois países.

A presidência do Irão colocou também duas mensagens na rede social Twitter, sendo que numa dela citava mesmo o presidente do Irão, Hassan Rouhani: "Quero expressar a minha gratidão pela sua hospitalidade e pelo seu telefonema. Tenha um bom dia, senhor presidente".

Nos últimos dias têm surgidos sinais de aproximação entre os Estados Unidos e o Irão quanto ao programa nuclear deste país asiático.

As relações diplomáticas entre o Irão e os Estados Unidos estão cortadas desde a revolução islâmica de 1979, e os dois países encontram-se em conflito quanto ao dossier nuclear, com Washington a acusar o Irão de usar o programa de enriquecimento de urânio para produzir secretamente armas nucleares, o que Teerão nega.