Espanha

Professor ameaça alunas e é suspenso: "Se voltam a repetir, são violadas"

Professor ameaça alunas e é suspenso: "Se voltam a repetir, são violadas"

Um professor da Faculdade de Psicologia da Universidade de Oviedo, em Espanha, foi suspenso por seis meses depois de ter feito comentários sexistas e ameaçado as alunas.

"Para virem a uma prova devem maquiar-se e usar decote. Assim, podem ter a nota que quiserem", este é apenas um dos comentários que o professor terá feito e que gerou indignação na Universidade de Oviedo. O homem vai ser suspenso por seis meses, avança o jornal espanhol "El Mundo".

O comportamento incorreto do docente foi dado a conhecer numa Assembleia de Estudantes daquela instituição de ensino superior. "Quando quiserem namorar podem passar pelo meu gabinete", terá dito o professor a uma das alunas. "Se voltam a repetir, são violadas", ameaçou-as numa outra ocasião.

Num comunicado a que o jornal teve acesso, a Universidade considera a atitude do professor "uma infração grave e continuada que revela falta de consideração com os alunos".

Apesar da pena de suspensão ter efeito imediato, a comunidade estudantil não está satisfeita com a decisão dos responsáveis. Os alunos, que já tinham denunciado anteriormente o comportamento do professor, dizem que a universidade se "limitou a dar-lhe uma pequena sanção".

Num comunicado, a Assembleia de Estudantes referiu que o professor "utilizou a posição de poder" para "humilhar, denegrir e transformar as alunas em objetos sexuais".

ver mais vídeos