Jerusalém

Requalificação do túmulo de Jesus Cristo está completa

Requalificação do túmulo de Jesus Cristo está completa

A equipa responsável pela requalificação do local onde os Cristãos acreditam que Jesus Cristo foi sepultado, em Jerusalém, anunciou, segunda-feira, que concluiu o projeto.

A poucos semanas da celebração da Páscoa, em que os Cristãos assinalam a ressurreição de Jesus Cristo, a equipa grega responsável pelo histórico projeto de reconstrução da Edícula, o local em que se acredita que Jesus foi sepultado, terminou os trabalhos.

"Se esta intervenção não tivesse acontecido agora, o edifício poderia colapsar", disse Bonnie Burnham, do "World Monuments Fund", em comunicado. "Foi feita uma transformação completa do monumento", acrescentou.

Este fundo é o responsável pelo apoio inicial de cerca de 1,4 milhões de euros para a obra que ficou estimada nos quatro milhões de euros. A estrutura de calcário e metal está exposta do centro da Igreja do Santo Sepulcro, em Jerusalém, uma das mais antigas igrejas do mundo.

Depois de vários anos de exposição a fatores naturais como a água, humidade e fumo das velas, foi decidida a renovação da Edícula. A última intervenção foi realizada em 1810, após um incêndio.

A rivalidade entre as três comunidades religiosas que gerem a igreja levou a atrasos nos trabalhos. Mas os membros da Igreja Ortodoxa Grega, da Igreja Católica e da Igreja Apostólica Arménia acabaram por deixar de parte as diferenças, reconhecendo a necessidade de reparar a sepultura.

As autoridades israelitas decidiram encerrar o edifício por falta de segurança, sendo que os trabalhos de restauração foram iniciados em junho de 2016. A equipa de 50 trabalhadores da Universidade Técnica de Atenas já tinha feito trabalhos semelhantes na estrutura da Acrópole, em Atenas, e na Basílica de Santa Sofia, em Istambul.

Conteúdo Patrocinado