Conspiração

Quatro chineses acusados pelos EUA de ajudar plano militar da Coreia do Norte

Quatro chineses acusados pelos EUA de ajudar plano militar da Coreia do Norte

Quatro chineses foram esta terça-feira acusados pelos Estados Unidos de ajudar o programa militar da Coreia do Norte, violando as sanções económicas impostas pelos EUA, disse o Departamento de Justiça.

O Departamento de Justiça disse que um tribunal de New Jersey acusou quatro funcionários de uma empresa chinesa por conspiração para defraudar os Estados Unidos e por conspiração para lavagem de dinheiro, bem como evasão para fugir às sanções à Coreia do Norte, procurando esconder transações financeiras.

"Com a ajuda de mais de 20 empresas de fachada, acredita-se que tenham procurado esconder transações financeiras ilegais de entidades norte-coreanas envolvidas na proliferação de armas de destruição em massa", disse esta terça-feira John Demers, do Departamento de Justiça dos EUA, num comunicado.

Os Estados Unidos e vários países mantêm sanções sobre o regime da Coreia do Norte, impostas após os primeiros testes nucleares em 2006, incluindo a inibição de negócios que permitam o desenvolvimento do seu programa militar.