Paquistão

Queda de avião no Paquistão faz 127 mortos

Queda de avião no Paquistão faz 127 mortos

Um avião de passageiros despenhou-se, esta sexta-feira, numa aldeia perto de Islamabad, no Paquistão. Estavam pelo menos 127 pessoas a bordo. "É impossível haver sobreviventes, só por milagre", disse um responsável policial. Veja o vídeo.

O avião, da companhia privada paquistanesa Bhoja Airline, tinha partido de Carachi e despenhou-se durante a aterragem, nos arredores do aeroporto de Rawalpindi, devido ao mau tempo, disse um porta-voz da polícia, Fazle Akbar.

Segundo um responsável do Ministério da Defesa paquistanês, 126 pessoas estavam a bordo do aparelho. Outras fontes indicaram que o avião transportava 127 pessoas e a autoridade da aviação civil indicou serem 130.

"É impossível haver sobreviventes, só por milagre. O avião está completamente destruído", disse um responsável policial, Fazle Akbar, citado por agências internacionais.

As buscas por sobreviventes foram interrompidas durante a noite, não tendo sido encontrados sobreviventes.

As primeiras informações referem que o avião, ao que tudo indica um Boeing 737, estaria a efetuar as manobras de aproximação ao aeroporto quando se despenhou.

"O tempo estava muito mau. Caía saraiva e havia muita trovoada. O piloto perdeu o controlo do avião, que acabou poer cair. O aparelho explodiu e transformou-se numa bola de fogo", disse um responsável do Exército paquistanês, capitão Arshad Mahmood.

"O avião caiu produzindo um enorme estrondo", revelou um dos proprietários das terras onde o aparelho caiu. "O piloto deve ter tentado aterrar no campo, mas o avião bateu nas árvores e explodiu", referiu.

Saifur Rehman, um oficial da equipa da polícia enviada para o local, indicou que o avião caiu na aldeia de Hussain Abad, a cerca de três quilómetros da principal autoestrada para Islamabad.

"O avião caiu produzindo um enorme estrondo", revelou um dos proprietários das terras onde o aparelho caiu. "O piloto deve ter tentado aterrar no campo, mas o avião bateu nas árvores e explodiu", referiu.

"Os destroços estão em chamas. O avião está completamente destruído. Viemos com equipas de socorristas e de bombeiros e há mais socorros a caminho", disse Saifur Rehman ao canal televisivo Geo.

A televisão pública paquistanesa indicou que todos os hospitais de Islamabad e da cidade vizinha de Rawalpindi estão em alerta para receber eventuais vítimas.

No aeroporto de Islamabad, familiares das vítimas choravam e gritavam face à notícia da queda do avião.

Conteúdo Patrocinado