Ciberataque

Roubados 54 milhões de euros em bitcoins

Roubados 54 milhões de euros em bitcoins

Um ciberataque à empresa eslovena NiceHash resultou no roubo de 4700 bitcoins (moedas digitais), o equivalente a 54 milhões de euros.

A NiceHash é uma empresa que reúne utilizadores interessados em validar e ganhar cada vez mais bitcoins. Enquanto decorre a investigação, todas as operações foram suspensas e os utilizadores foram aconselhados a alterar as palavras-passe por motivos de segurança.

Segundo os média eslovenos, há dúvidas sobre a ligação da direção da empresa e Matjaz Skorjank, cibercriminoso preso em 2013 devido a lavagem de dinheiro, uma vez que o seu pai detém parte da NiceHash.

Esta não é a primeira vez que são roubadas milhares de bitcoins, o que tem vindo a alimentar dúvidas sobre a segurança deste negócio assim como a instabilidade do valor da própria moeda digital.

Uma bitcoin vale 12 mil euros

O preço da moeda virtual atingiu, esta quinta-feira, um novo recorde ao aproximar-se dos 15 mil dólares (12.721 euros), impulsionado pela entrada na negociação de derivados em três mercados norte-americanos.

O valor da criptomoeda ultrapassou os 14.850 dólares nas principais casas de câmbio internacionais, de acordo com dados da Coindesk, o que representa uma subida diária acima de 23% e uma valorização 15 vezes superior ao preço no início do ano.

Em abril, o Japão converteu-se o primeiro país do mundo a reconhecer legalmente a bitcoin como forma de pagamento, o que permitiu que o iene seja a divisa nacional mais trocada pela moeda virtual a nível mundial. Segundo a Efe, a bitcoin passará a ser cotado em Tóquio já no próximo ano.

Alguns analistas apontam para uma subida continuada do preço da bitcoin para níveis nunca vistos, enquanto outros alertam para a elevada volatilidade do mercado das criptomoedas e dos riscos que isso pode levar.

A bitcoin nasceu em 2009 e é negociada em plataformas específicas na Internet, que se aplica a outras divisas virtuais.