EUA

Sadie, a pitbull que salvou a dona e a filha de uma explosão de gás

Sadie, a pitbull que salvou a dona e a filha de uma explosão de gás

Costuma dizer-se que "o cão é o melhor amigo do homem". Pois, neste caso, uma cadela foi a melhor amiga da mulher. Sadie, uma pitbull, obrigou polícias a persegui-la e guiou-os até casa, onde a dona, e a filha menor, corriam risco de vida por causa de uma fuga de gás. Agora é uma heroína.

Sadie é uma cadela que vive com Serena Costello e a filha, de quatro anos, numa casa no Condado de Westchester, em Nova Iorque, EUA.

Na tarde da última quinta-feira, a pitbull foi encontrada a ladrar de forma sistemática no pátio de uma casa. A polícia recebeu uma chamada a alertar para um cão solto que não parava de ladrar e decidiu ir ao local.

"A cadela começou a correr e fez com que os agentes a perseguissem por várias ruas, até os levar ao quintal da casa onde vive", contou o tenente da polícia local, Lawrence Rotta. Chegados ao local, os agentes perceberam que uma porta estava aberta e que a cerca do quintal estava partida. Enquanto andavam pelo perímetro da casa, sentiram o cheiro de gás a sair de uma janela aberta.

Os bombeiros de Eastchester e Con Edison foram mobilizados e confirmaram que havia uma fuga de gás no porão. "A cadela salvou a casa de uma potencial explosão de gás", afirmou o tenente Rotta.

Uma inspeção mais detalhada ao local revelou marcas de garras e sangue na porta, o que levou a família a acreditar que Sadie sentiu que havia perigo e decidiu entrar em ação.

"É a minha menina", disse a dona Serena Costello. "Parece que ela tentou sair pela janela... Estava determinada a sair", acrescentou, garantindo que Sadie acabou por salvar a sua vida e a da filha de quatro anos.

De alguma forma, a pitbull roeu e retirou um pedaço de madeira que mantinha a porta fechada e conseguiu sair para o quintal. Serena contou que em 11 anos Sadie nunca tinha fugido de casa.

"Tinha construído uma engenhoca para ela não conseguir sair e funcionou sempre", disse a dona. "Mas ela conseguiu destruir aquilo e fugiu pela cerca".

Serena estava a trabalhar quando uma amiga lhe ligou a avisar que polícias, bombeiros e outras autoridades estavam na sua casa. Se não fosse a ação de Sadie, poderia ter acontecido uma catástrofe quando voltasse. "Ela é uma heroína. A nossa heroína. Não era algo que imaginava que ela pudesse fazer. Ela salvou as nossas vidas. É emocionante".

No entanto, ainda havia um pequeno pormenor a resolver. "Os polícias tinham que me passar uma multa, mesmo que não quisessem, porque é contra a lei ter um cão solto na área", disse Serena. "Mas um dos polícias, depois de perceber que se tratava de uma fuga de gás, pegou no papel da multa e rasgou-o".