Crime

Sem-abrigo brutalmente assassinada deixa Austrália em choque

Sem-abrigo brutalmente assassinada deixa Austrália em choque

A morte violenta de uma sem-abrigo em Melbourne, na Austrália, está a gerar uma onda de indignação no país e a relançar o debate sobre a violência contra as mulheres. "Isto não é sobre o comportamento das mulheres. É muito mais sobre o comportamento dos homens", comentou a governadora do Estado de Vitória.

Descrito pela polícia como vítima de um "ataque particularmente terrível", o corpo de Courtney Herron, de 25 anos, foi encontrado num parque da cidade de Melbourne, na Austrália, no sábado, com marcas de grande violência.

A polícia acredita que Courtney, uma sem-abrigo, foi atacada em Parkville, num subúrbio do centro da cidade de Melbourne, no início de sábado, e, depois de morta, o seu corpo foi transportado, para que não fosse descoberto. Os resultados iniciais da autópsia não mostraram provas de abuso sexual.

A polícia já deteve o suspeito do homicídio, Henry Hammond, um sem-abrigo de 27 anos, que, após comparência no tribunal, foi acusado de homicídio e está em prisão preventiva, de acordo com a BBC.

O inspetor Andrew Stamper refere que a família da vítima está "de coração partido", apesar do "contacto esporádico" que mantinham. De acordo com o inspetor, Courtney tinha problemas de saúde mental e abuso de drogas. Dormia em casas de conhecidos e na rua, quando não conseguia encontrar abrigo.

O homicídio da jovem sem-abrigo está a trazer de volta a discussão sobre a violência contra as mulheres, depois de vários casos semelhantes terem ocorrido nos últimos meses na região. Luke Cornelius, comissário adjunto da policia, adianta que Melbourne é uma cidade segura, mas que as atitudes dos homens em relação às mulheres precisam de mudar.