EUA

Senador John McCain suspende tratamento a cancro no cérebro

Senador John McCain suspende tratamento a cancro no cérebro

A família do senador norte-americano John McCain, destacada figura política nos Estados Unidos, anunciou esta sexta-feira que ele decidiu deixar de se submeter ao tratamento para o cancro cerebral que lhe foi diagnosticado há um ano.

O senador republicano, 81 anos, candidato à presidência em 2008, foi diagnosticado em julho de 2017 com um glioblastoma, uma forma agressiva de tumor cerebral que na maioria dos casos é fatal.

"O progresso da doença e o inexorável avanço da idade ditam o veredicto. Com a sua força de vontade habitual, escolheu agora descontinuar o tratamento médico", escreveu a família num comunicado.

"Neste ano que passou, John ultrapassou a expetativa de sobrevida", afirmam.

O texto não precisa o estado atual do senador.

"Obrigada a todos pelo vosso apoio contínuo e pelas orações. Não teríamos conseguido chegar até aqui sem vocês. Deram-nos a força para continuar", escreveu a filha de McCain, Meghan McCain, na rede social Twitter.

A mulher, Cindy, escreveu também uma mensagem de agradecimento: "Deus abençoe todos os que cuidaram do meu marido ao longo desta jornada".

John McCain tem sido medicamente acompanhado no seu Estado natal do Arizona.

O senador não cessou o mandato, mas a última vez que esteve no Senado foi em dezembro de 2017.

ver mais vídeos