Mundo

Sila Sahin é a primeira muçulmana a posar para a "Playboy"

Sila Sahin é a primeira muçulmana a posar para a "Playboy"

Uma modelo muçulmana turca posou nua para o número de Maio da edição alemã da revista "Playboy", dando origem a um debate nacional sobre as mulheres muçulmanas e a sexualidade e também provocando uma reacção adversa na própria família da modelo.

Sila Sahin, modelo de 25 anos, de origem turca, vive em Berlim e é uma das estrelas da série televisiva alemã "Good Times, Bad times". Até agora, a sua vida era tida como um bom exemplo da integração da população de origem turca.

O problema é que, agora, Sila decidiu tirar a roupa e tornou-se na primeira mulher turca a despir-se para a capa de uma revista. O surgimento da jovem actriz na capa da "Playboy" com o peito descoberto deu origem a uma discussão nacional sobre as mulheres imigrantes, as suas origens e os constragimentos religiosos e culturais que enfrentam.

Sahin "conseguiu ligar a sua exposição pública ao debate sobre um tema sócio-político central: que as jovens muçulmanas - neste caso turcas - não são autorizadas a tomar o mesmo tipo de decisões sobre as suas próprias vidas e corpos que as filhas da maioria da população sexualmente aberta já são capazes de tomar há algum tempo".

O incidente foi usado por Sila Sahin como uma oportunidade para assumir uma posição política sobre as mulheres muçulmanas e o seu direito a tomar decisões sobre os seus próprios corpos.

"Durante muito tempo tentei fazer tudo bem. Eu quero que estas fotografias mostrem às jovens mulheres turcas que podem viver como quiserem", afirmou na entrevista à "Playboy". "Muitos dos meus conterrâneos pensam que é bom que eu consiga ser tão livre. Com as fotografias eu espero dizer-lhes que não temos necessariamente que viver sob as regras que nos impõem".