Polémica

Simulacro de ataque terrorista causa polémica

Simulacro de ataque terrorista causa polémica

O simulacro realizado esta terça-feira em Manchester está a gerar polémica. A frase gritada pelo "bombista suicida" antes de se fazer explodir "Allauh Akbar" (em português, "Alá é Grande") levou a polícia a pedir desculpa.

Seria apenas mais um exercício, entre as dezenas que as forças de segurança de Inglaterra têm preparados para os próximos meses, para testar a capacidade de resposta perante ataques terroristas, mas derivou numa controvérsia.

No simulacro realizado no "Trafford Centre", em Manchester, o figurante que desempenha o papel de bombista suicida (não se sabe ainda se é um polícia ou um ator) grita quatro vezes "Allauh Akbar" antes de se fazer explodir, destruindo o edifício e causando a "morte" de dezenas de pessoas, voluntários que fingem estar mortos ou gravemente feridos.

As reações ao vídeo e a esta declaração não tardaram e levaram mesmo a "Greater Manchester Police" a emitir um comunicado a pedir desculpas, apresentado também na sua conta de Twitter:

O pedido de desculpas surge depois de o exercício ter sido considerado pejorativo para o Islão. A polícia reconhece que, apesar de se tratar de um exercício que tentava retratar um ataque cometido pelo Daesh, a frase religiosa não deveria ter sido utilizada.

ver mais vídeos