Investigação

Sismo no México leva à descoberta de templo antigo

Sismo no México leva à descoberta de templo antigo

Um grupo de arqueólogos que investigava uma pirâmide mexicana em busca de danos provocados pelo devastador terramoto de setembro descobriu, nos últimos dias, traços de um templo antigo.

O templo em causa está situado dentro da pirâmide de Teopanzolco, em Cuernavaca, no Estado de Morelos, a 70 quilómetros a sul da Cidade do México. Segundo a BBC, remonta ao ano de 1150 e pertenceria ao povo asteca Tlahuica. A estrutura é dedicada a Tláloc, o deus da chuva para a cultura asteca.

Os arqueólogos do Instituto Nacional de Antropologia e História do México (INAH), que usaram um radar para verificar danos estruturais na pirâmide de Teopanzolco, encontraram ainda um aparelho para queimar incenso e artefactos de cerâmica. O templo mediria seis metros por quatro, acreditam os investigadores.

A arqueóloga Barbara Koniecza disse que o sismo de magnitude 7,1 na escala de Richter que atingiu o México em setembro, e que causou cerca de 220 mortos, provocou danos consideráveis na pirâmide de Teopanzolco, particularmente em dois templos.

Estudos de historiadores sugerem que os Tlahuica viviam em dezenas de pequenas cidades na área do atual Estado de Morelos. Acredita-se que as principais estruturas da pirâmide datam do século XIII, o que significa que teriam sido construídas por cima do templo agora descoberto, prática comum do povo Tlahuica, explicou Koniecza.

ver mais vídeos