Rússia

Tesla sofre explosões após acidente com piloto automático ativo

Tesla sofre explosões após acidente com piloto automático ativo

É mais um caso de um acidente com um Tesla em modo piloto automático. Desta feita, na Rússia. O carro explodiu, mas não houve vítimas mortais.

Segundo a investigação policial, o empresário Alexey Tretyakov conduzia o Model 3 da Tesla quando bateu num camião de reboque que estava a prestar ajuda a um veículo, perto de Moscovo. Segundo o jornal "Zvezda", a Polícia acredita que, no momento do acidente, o modo de piloto automático estava ativo.

Após a colisão, o Model 3 incendiou-se e explodiu. O condutor e o seus dois filhos estavam no interior do veículo. O empresário sofreu uma fratura numa perna e os filhos escaparam com ferimentos ligeiros.

Este não é o primeiro acidente que envolve a marca. Em março, nos Estados Unidos da América, um motorista morreu depois de colidir com um camião enquanto utilizava o piloto automático. Em Xangai e Hong Kong registaram-se dois fogos em modelos Tesla, um deles enquanto o veículo estava estacionado.

Apesar destes problemas, a Tesla argumenta que é mais seguro conduzir com o piloto automático ativo do que sem ele e lembra que esta tecnologia, apesar de orientar o veículo nas estradas, exige que o utilizador tenha sempre as mãos no volante.