EUA

Trump ultrapassou 10 mil afirmações falsas, diz "Washington Post"

Trump ultrapassou 10 mil afirmações falsas, diz "Washington Post"

Em pouco mais de 800 dias na Casa Branca, o presidente norte-americano ultrapassou a fasquia das 10 mil afirmações falsas ou enganadoras, segundo uma contagem do jornal "Washington Post".

A equipa "Fact Checker" (Verificador de Factos) do "Washington Post" verificou, esta segunda-feira, que Donald Trump já fez 10 mil afirmações "falsas ou enganadoras", desde que chegou à presidência dos Estados Unido, e que 22% delas ocorreram durante os seus comícios de campanha para a reeleição.

O projeto detetou ainda que o presidente republicano tende a repetir várias vezes as mesmas afirmações falsas. Desde que chegou à Casa Branca, em janeiro de 2017, Trump já colecionou 21 "Pinóquios sem fim" ("Bottomless Pinochio"), uma espécie de "prémio", atribuído pela equipa de verificação de fiabilidade de informações do jornal norte-americano, por declarações falsas que tenham sido repetidas pelo menos 20 vezes.

Donald Trump tem acusado os media tradicionais, incluindo o "Washington Post", de serem "inimigos do povo", atribuindo-lhes o epíteto de "falsas notícias" ("fake news").

"Os verificadores de factos estão entre os (jornalistas) mais desonestos", afirmou Donald Trump em 2018, durante um dos comícios que prepara a sua campanha de reeleição para 2020.