Reino Unido

Tweed e Rob, os cães que ajudam a detetar terroristas e pedófilos

Tweed e Rob, os cães que ajudam a detetar terroristas e pedófilos

Pela primeira vez fora dos Estados Unidos da América, a Polícia britânica treinou dois cães para detetar dispositivos digitais em operações contra terrorismo, pedofilia e fraude.

Tweed é um Springer Spaniel de 19 meses. Rob, um Labrador preto de 20 meses. Fazem parte da equipa das polícias de Devon e Cornwall e de Dorset.

Graças a eles, já conseguiram concretizar com sucesso mais de 50 operações em vários pontos do Reino Unido.

"Já vimos resultados fantásticos. Numa das operações de busca, o Tweed indicou que poderia haver algo dentro de uma lata de refrigerante. Verificamos e descobrimos que lá dentro estava dinheiro e vários cartões de memória escondidos", conta o polícia e instrutor Graham Attwood ao jornal "The Mirror".

Numa outra operação, "o Rob descobriu que havia um pequeno dispositivo cuidadosamente escondido numa gaveta e que teria escapado ao olho humano muito facilmente".

Os cães foram treinados para encontrar objetos como pen drives, cartões de memória e discos duros. Todo material eletrónico que sirva para guardar informação preciosa para a investigação.

Conteúdo Patrocinado