Saúde

Vai ao médico com um alto na barriga e descobre feto de gémeo mal formado

Vai ao médico com um alto na barriga e descobre feto de gémeo mal formado

Uma jovem de 17 anos, com um histórico de dor abdominal e com um alto na barriga, foi surpreendida quando descobriu que na origem do problema estava o feto do seu gémeo mal formado. Os médicos acreditam que se trata do primeiro caso do género numa mulher com aquela idade.

O caso, tornado público através da revista científica "BMJ Case Reports", dá conta de que a jovem, cuja identidade não foi revelada, foi tratada num hospital da Índia. Foi ao hospital com fortes dores abdominais e um alto na barriga.

Um exame revelou que a jovem tinha uma massa no abdómen, com "múltiplos componentes calcificados de diferentes tamanhos e formas que se assemelhavam a vértebras, costelas e ossos longos".

Uma equipa de cirurgiões removeu a estranha massa e identificou cabelo e ossos, determinando que se tratava de um feto. Este tipo de situações é tão raro, ocorrendo apenas uma vez em cada 500 mil e apenas há registos de 200 destas situações.

Os autores do relatório, liderados pelo cirurgião Anil Kumar, do Instituto de Ciências Médicas, em Patna, dão conta de que se trata de uma condição mais comum em homens mais jovens, tornado o caso desta rapariga extremamente incomum."Este é o oitavo caso em adultos e o primeiro numa jovem adulta", explicam os autores. Dois anos depois da intervenção médica, a jovem encontra-se bem.

"Estava muito preocupada com o nódulo abdominal. Depois da operação, estou a sentir-me bem e o meu abdómen está plano e os meus pais muito contentes", disse a paciente, citada no artigo científico.