Mundo

Venezuelanos manifestam-se em apoio a líderes da oposição em greve de fome

Venezuelanos manifestam-se em apoio a líderes da oposição em greve de fome

Milhares de pessoas manifestaram-se, este sábado, em Caracas em apoio aos líderes da oposição presos, Leopoldo López e Daniel Ceballos, que se encontram em greve de fome, exigindo entre outras coisas, a sua libertação.

Os líderes oposicionistas exigem ainda a marcação de uma data para a realização, este ano, de eleições para o parlamento.

Os manifestantes, a maioria vestida de branco, percorreram as principais avenidas da zona leste da capital venezuelana, empunhando cartazes e faixas com palavras a favor da libertação de López e Ceballos e de outros oposicionistas presos, como o autarca de Caracas, Antonio Ledezma, e contra o Governo do Presidente Nicolàs Maduro.

Na marcha participaram as mulheres dos três dirigentes oposicionistas presos - Lilian Tintori, Patricia Gutiérrez e Mitzy Capriles -, além de líderes do Partido da Vontade Popular (PVP), do qual López é presidente, e outros políticos da oposição, como María Corina Machado.

O coordenador nacional do do PVP, Freddy Guevara, e o presidente da câmara de El Hatillo, adjacente a Caracas, David Smolansky, uniram-se a outros vereadores da oposição que raparam o cabelo frente à multidão, em apoio a Patricia Gutiérrez, que também o fez recentemente, em apoio ao marido, preso na Cadeia 26 de julho, na cidade de San Juan de los Morros, no centro do país.