O Jogo ao Vivo

Reino Unido

Violador declarou-se transgénero e abusou de mulheres em prisão feminina

Violador declarou-se transgénero e abusou de mulheres em prisão feminina

Karen Withe nasceu homem há 52 anos, no Reino Unido. Condenado por duas violações quando se chamava Stephen Wood, foi colocado numa prisão para mulheres, apesar de nunca ter mudado de sexo.

Karen veste-se como mulher e define-se como transgénero. Perante isto, as autoridades prisionais do Reino Unido adotaram guias que recomendam, em geral, que a reclusão dos prisioneiros deve ser feita de acordo com o género que expressam.

Encarcerado na prisão exclusivamente para mulheres de New Hall, em Wakefield, Karen ou Stephen, terá abusado sexualmente de quatro reclusas, entre setembro e novembro de 2017.

Numa audição perante um juiz, Karen admitiu duas das quatro queixas apresentadas por prisioneiras, que acusam de abuso sexual, toque indevido, exibição dos genitais e comentários inapropriados.

Perante o juiz, começou por negar os crimes, advogando que sofre de disfunção erétil e que as mulheres não o atraem. Uma justificação que dificilmente convencerá o tribunal, uma vez que uma das duas violações que a levaram à cadeia aconteceu quando estava na transição de homem para mulher.

Stephen, ou Karen, já tinha confessado dois crimes de violação e um de ofensa à integridade física, antes de ir para a prisão.

Foi entretanto transferido para uma prisão masculina, enquanto aguarda o desenrolar do processo.

ver mais vídeos